Montagem de Pratos e a importância da apresentação nas vendas

Montagem de Pratos

Montagem de Pratos. Você já ouviu a expressão “come com os olhos”? Provavelmente, já deve ter ouvido e usado também.

A apresentação dos pratos é essencial para as vendas, um prato com uma apresentação mal feita ou nenhuma apresentação vai vender muito menos do que um prato com uma montagem bem feita. E não importa qual está mais saboroso, pois antes de provar, não temos como saber qual é a melhor opção e, nesses casos, o visual vai determinar a escolha.

Ainda não está convencido? Então veja a seguir porque a montagem dos pratos é importante para a apresentação não só durante as festas, mas o ano todo.

Montagem de pratos: o apelo visual

A aparência dos alimentos influenciam diretamente na escolha dos pratos, por isso é muito comum irmos em restaurantes e encontrarmos fotos distribuídas pelas paredes e, às vezes, esses pratos nem estão no cardápio do local, é apenas para aguçar o nosso paladar.

Porém, a montagem de pratos não é uma técnica simples, pois é preciso ter sensibilidade e combinar uma série de fatores na hora de decorar. Um deles é a louça, as peças com diferentes formatos se popularizaram e estão sendo muito utilizadas nos restaurantes.

Outro ponto importante são os ingredientes que compõem o prato, que também podem ser utilizados na decoração, mas os chefs alertam: só devemos decorar um prato com ingredientes que fazem parte da sua composição, não adicione itens que deverão ser descartados.

Quer aprender a fazer uma bela montagem de pratos? Fique atento para as dicas a seguir.

Harmonia é a principal regra

Busque a harmonia entre os elementos que vão no prato. Cuide da disposição para que as porções, os molhos e os outros elementos formem uma composição bonita.

Técnicas de enquadramento e equilíbrio

Os elementos do prato devem compor um quadro de forma organizada e harmônica, equilibrando a distribuição da montagem. Lembre-se que o objetivo é aguçar o paladar do cliente.

Utilize a regra dos terços

A regra dos terços ajuda a distribuir os elementos com base em critérios técnicos, , de forma imaginária, o espaço a ser utilizado, em nove partes iguais.

Veja abaixo como usar a regra dos terços:

  • Imagine que o seu prato tem um formato quadrado;
  • Com o auxílio de 4 linhas imaginárias, montamos a regra;
  • Coloque duas linhas na vertical e duas linhas na horizontal;
  • A distribuição das linhas deve ser feita de forma proporcional;
  • A montagem do prato deve levar o ingrediente principal ao centro das linhas, no quadrado do meio;
  • Os demais ingredientes devem ser distribuídos ao redor, de maneira harmônica e convidativa;
  • Os molhos, dependendo da quantidade, podem ser levados em outros compartimentos ou ser colocado delicadamente no entorno ou nos cantos do prato.

A definição do prato também é importante

Para os pratos ovais ou circulares, a regra dos terços pode ser aplicada da mesma maneira, mas você terá menos espaço para trabalhar nas laterais.

Pratos fundos devem ser usados apenas para servir sopas, caldos e outros alimentos líquidos.

Evite utilizar pratos rústicos na apresentação de alimentos delicados e vice-versa.

No geral, a decoração vai depender do bom gosto do decorador ou do chef, pois ela revela as sensações que ele espera que os clientes sintam diante de seus pratos. Por isso, não há receitas prontas, mas sim, cursos que podem estimular a sensibilidade.

Como as montagens dos pratos do seu restaurante são feitas? Conte para nós nos comentários e não deixe de acompanhar o posts do Blog da Ryu para ficar por dentro de todas as dicas e novidades.